Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

ONU prevê recessão global

 ONU prevê recessão global
Tamanho do texto Aa Aa

A recessão, no próximo ano, não deve atingir apenas alguns países ou grupos de países, mas toda a economia global. Quem o diz é o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon.

Se este cenário se confirmar, será a primeira recessão global desde a grande depressão dos anos 30. No entanto, a contracção da economia global não é, para já, uma certeza para a ONU. A ONU prevê três cfenários possíveis: Um crescimento de 1%, uma contracção de 0,4% ou, a melhor de todas as possibilidades, um crescimento de 1,6%. “A crise financeira de hoje vai ser a crise humanitária de amanhã. Os problemas sociais e a instabilidade política vão crescer e vão exacerbar todos os outros problemas”, disse Ban Ki-Moon. Mesmo se se confirmarem as pespectivas mais positivas, o crescimento mundial vai ficar muito abaixo dos 3,8% de 2007, ou dos 2,5% previstos para este ano. Continua a haver uma grande discrepância entre os países industrializados e as economias emergentes. São estes últimos países que devem continuar a ser o motor do crescimento. Enquanto o conjunto das economias desenvolvidas deve ter uma contracção de 1,5%, as nações em desenvolvimento vão crescer 2,7%.