Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Chineses indignados com a França

Chineses indignados com a França
Tamanho do texto Aa Aa

O encontro entre Nicolas Sarkozy e o Dalai Lama está a indignar os chineses.

A decisão do presidente Francês em encontrar-se com o líder espiritual tibetano, apesar dos avisos de Pequim, levou alguns a pedir um boicote ao produtos franceses, a começar pela capital.

“O Governo chinês devia tomar uma posição mais firme, pelo menos nós devíamos exprimir a nossa posição alto e bom som. Porque não é apropriado a França receber alguém como o Dalai Lama, afirma um transeunte entzrevistado nas ruas de Pequim.

Os negociantes franceses estabelecidos na cidade olham para os acontecimentos com alguma apreensão e esperam que o mal-estar seja passageiro.

“Tal como aconteceu nos Jogos Olímpicos, houve um impacto imediato. Nós sentimo-lo no negócio, sentimo-lo na relação com os chineses que nos perguntam o que estamos a fazer. Éramos amigos e agora isto acontece?”, desabafa Yann Gaultier, proprietário de um restaurante.

A China é o segundo maior parceiro comercial da União Europeia, logo a seguir aos Estados Unidos, e é também a maior fonte de importações.