Última hora

Mineiros polacos defendem extracção de carvão

Mineiros polacos defendem extracção de carvão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os trabalhadores polacos do sector mineiro receiam pelos seus postos de trabalho.

Como a maior parte dos países de leste europeu, a Polónia depende da extracção de carvão pelo que uma mudança na política ambiental internacional poderá ter um impacto negativo na economia do país.

Assim, a conferência climática de Poznan é vista como uma ameaça, uma vez que as minas, para além de serem fonte de energia barata, dão trabalho a milhares de polacos.

“Eu trabalhei nesta mina durante 22 anos, se eles começarem a fechar as minas, muitos de nós perderão os empregos”, declara Andzej Jaromin, um mineiro de 40 anos.

A fonte de energia que impulsionou a revolução industrial do século XIX ainda fornece 40 por cento da energia electrica mundial, mas também é a maior fonte de poluição.

Maria Potpora, residente de Katowice defende que
“a protecção do ambiente é importante, mas o trabalho dos mineiros também. E na Polónia há muitos mineiros e todos têm famílias para sustentar”.

Os antigos estados soviéticos são os maiores resistentes ao plano europeu de redução de emissões de gases com efeitos nocivos para a atmosfera.

Os ecologistas da Greenpeace pressionam países como a Polónia a cederem às novas políticas ambientais, mas Varsóvia deverá negociar concessões e contrapartidas financeiras, para abandonar uma indústria que há muito é o motor do país.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.