Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O.J. Simpson condenado a 33 anos de prisão

O.J. Simpson condenado a 33 anos de prisão
Tamanho do texto Aa Aa

Absolvido das acusações de homicídio da ex-mulher e do seu amigo num controverso julgamento há mais de uma década, O.J. Simpson foi agora condenado a 33 anos de prisão num outro caso. A antiga estrela de futebol americano foi considerada culpada dos 12 crimes de que era acusada por um tribunal do Estado do Nevada, incluindo roubo à mão armada e sequestro. Pode pedir liberdade condicional dentro de 9 anos.

O.J. Simpson, que arriscava a ser condenado a prisão perpétua, vai recorrer. “É sempre um dia triste quando alguém vai para a prisão e esperamos que os argumentos do senhor Simpson prevaleçam no recurso. Quanto à sentença, foi justa, digamos, apropriada”, declarou o advogado de defesa.

O pai do amigo da ex-mulher, também assassinado há 13 anos, e de que Simpson foi ilibado, assistiu à condenação e declarou-se satisfeito, apesar não haver qualquer relação entre os casos. “Nunca está terminado. O meu filho Ron desapareceu para sempre e o que agora temos é satisfação pelo facto deste monstro estar onde merece – atrás das grades”, disse.

Este caso remonta ao ano passado, quando a antiga estrela irrompeu num quarto de hotel de Las Vegas para se apoderar de objectos desportivos de um coleccionador. Simpson argumentou que os artigos lhe tinham sido roubados.