Última hora
This content is not available in your region

Sarkozy não convence países de leste sobre pacote climático

 Sarkozy não convence países de leste sobre pacote climático
Tamanho do texto Aa Aa

Não há acordo, apenas progressos. Foi este o resultado da mini-cimeira de Gdansk, na Polónia, em que participaram 9 países do Leste europeu e o presidente em exercicio da União Europeia, Nicolas Sarkozy.

A França pretende encerrar a presidência rotativa da União com a adopção de um ambicioso pacote contra o aquecimento global mas encontra a oposição da maioria dos países de Leste, liderada pela Polónia de Donald Tusk. Muitas destas economias estão dependentes do carvão, especialmente polacos e checos.

Sarkozy referiu que “é necessário um grande esforço para a adopção de um pacote climático” mas está convencido de que “a Europa vai ganhar esse desafio”.

A Europa fixou um triplo objectivo para 2020: reduzir as emissões de gases com efeito de estufa em 20 por cento, em relação a 1990; aumentar em 20 por cento o contributo das energias renováveis e em 20 por cento a eficiência energética.

Também na Polónia, mas na cidade de Poznan, decorre uma cimeira da ONU com mais de 10 mil delegados de 187 países sobre o corte de dióxido de carbono. Uma reunião em que as negociações europeias são tidas como exemplo.

Nesta cidade, manifestantes saíram às ruas para exigir medidas de urgência contra o aquecimento global.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.