Última hora
This content is not available in your region

Novos acordos numa velha amizade

 Novos acordos numa velha amizade
Tamanho do texto Aa Aa

Os laços de cooperação bilateral estão agora mais estreitos entre Cuba e a Venezuela. Pela primeira vez desde que assumiu o poder em Julho de 2006, o presidente cubano Raul Castro realizou a sua primeira visita oficial ao estrangeiro.

A Venezuela do seu amigo Hugo Chavez foi o destino.

Os dois presidentes assinaram acordos de cooperação energéticos e tecnológicos. Os países vão criar empresas mistas e a execução de 170 projectos comuns envolvendo mais de 2 mil milhões de dólares.

O presidente cubano fez referência a intenção de chavez mudar a constituição para permitir um terceiro mandato.

“Desejamos sucesso na sua nova batalha. Relembramos que a vitória na América Latina e nas caraíbas depende largamente da vitória da Venezuela”.

Esta é uma deslocação simbólica de Raul Castro a um país que foi também o primeiro destino de “El Comandante” após a revolução de 1959.

A visita a Caracas durou apenas algumas horas uma vez que Raul Castro, tal como Chavez vai a caminho do Brasil para participar numa cimeira de países da América Latina e do Caribe que decorre até dia 17 em Salvador da Bahia.