Última hora
This content is not available in your region

Números do último trimestre confirmam recessão em Espanha

Números do último trimestre confirmam recessão em Espanha
Tamanho do texto Aa Aa

Está confirmada a recessão espanhola. O Banco de Espanha diz que o PIB do país deve encolher neste último trimestre do ano, depois de já nos três meses anteriores a economia ter estado em quebra.

É a primeira vez em 15 anos que a economia espanhola entra em recessão. Aquele que era um dos países mais fortes da Zona Euro, em termos de crescimento, está agora a sofrer com a crise. Segundo o FMI, em termos anuais, o crescimento de 2008 deve ser de 1,4%, depois dos 3,8% do ano passado. Para o próximo ano, espera-se um crescimento negativo, de 0,7%. O fim do “boom” imobiliário foi o factor que desencadeou este enfraquecimanto da economia. O país teve um dos mercados imobiliários com maior crescimento de toda a Europa, uma tendência que durou dez anos, mas a crise acabou com este oásis e o sector da construção é agora o que perde mais postos de trabalho. A situação do emprego voltou a piorar. Depois de um melhoramento nos últimos anos, o país tem agora o desemprego mais alto de toda a Europa dos Vinte e Sete. São agora cerca de três milhões, os desempregados em Espanha. Segundo o relatório publicado pelo Banco de Espanha, o investimento está a caír, uma quebra que deve ter-se intensificado nestes últimos meses do ano e que deve continuar em 2009. A procura interna está igualmente a diminuír.