Última hora
This content is not available in your region

Checos assumem presidência da União Europeia

Checos assumem presidência da União Europeia
Tamanho do texto Aa Aa

Novo Ano, nova presidência da União Europeia. Com um metrónomo como símbolo, a República Checa vai marcar o ritmo à frente dos destinos dos 27 numa altura em que o bloco enfrenta uma crise económica e financeira e se assiste a uma escalada de violência no conflito israelo-palestiniano.

Estes são apenas alguns dos desafios que o primeiro-ministro Mirek Topolanek, a favor da integração europeia, vai ter que enfrentar, para além de ter o eurocéptico convicto Vaclav Klaus, na Presidência da República. Um dos espinhos com que Praga terá que resolver é a ratificação do tratado de Lisboa, pois além da Irlanda, a República Checa é o único país que ainda não ratificou o Tratado de Lisboa. Mirek Topolanek recebe o comando da UE depois de de uma presidência francesa considerada por muitos como bem-sucedida. A cerimónia de passagem de testemunho está prevista ocorrer no dia 7 na capital checa.