Última hora

Presidência checa da UE desdramatiza guerra do gas

Presidência checa da UE desdramatiza guerra do gas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados membros da União Europeia preocupada com o corte do fornecimento de gás natural à Ucrânia, mas a presidência checa considera tratar-se de um problema entre a Ucrânia e a Russia que é preciso resolver.

Na origem do conflito está a falta de pagamento da dívida de dois milhões de dólares è empresa de gás russa Gazprom e a ausência de um de um acordo quanto às novas tarifas para o ano de 2009. O presidente ucrâniano explicou contudo que “ se está muito próximo de um compromisso e gostaria que o presidente e o primeiro-ministros russos, bem como o lado ucraniano fizessem o necessário para que as negociações sejam concluídas”. A Comissão Europeia e a República Checa, que assumiu a presidência da UE dia 1 de Janeiro, mostraram-se preocupadas a possibilidade da ausência de um acordo prejudicar o fornecimento de gás natural à União Europeia, uma vez que 80 por cento do gás importado da Rússia são movimentados através da Ucrânia.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.