Última hora
This content is not available in your region

Avião que amarou no Hudson finalmente içado

Avião que amarou no Hudson finalmente içado
Tamanho do texto Aa Aa

Várias gruas, perícia e muita paciência conseguiram trazer à superfície o A320 que amarou na quinta-feira no Rio Hudson em Nova Iorque.

O aparelho foi içado durante a noite, a operação foi concretizada mais tarde do que o esperado devido ao gelo que cobria o rio e que teve de ser quebrado. Para além disso, a operação teve de ser lenta para permitir a evacuação de água. Os pormenores do que se passou começam a ser conhecidos. A perícia e experiência do piloto Chesley Sullenberger salvaram a vida de 155 pessoas que seguiam no avião. uma responsável da autoridade de aeronática explica que viram os pássaros, de um momento para o outro o párabrisas do avião ficou quase tapado, depois começou a cheirar a pássaros queimados. De acordo com os registos de voo, tudo se passou em apenas cinco minutos, entre a descolagem e o impacto.