Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Obama dramatiza situação económica

Obama dramatiza situação económica
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Obama falou, na apresentação dos seus assessores económicos e fez aquele terá sido, porventura, o seu mais grave discurso, sobre a crise que assola o mundo inteiro e que teve o epicentro, nos Estados Unidos.

Dramatizou, para presionar a Ala Republicana do Congresso, para que aprove o seu plano de emergência de 900 mil milhões de dolares: “Perdemos 3.6 milhões de postos de trabalho desde que esta recessão começou – o que significa que 3.6 milhões de americanos acordam diáriamente sem saber o que fazer para pagar as suas contas, sem saber como garantir o futuro dos filhos. Há 3.6 milhões de americanos que precisam da nossa ajuda. Estou certo que no extremo oposto da avenida de Pensilvânia, os membros do Senado estão a ler estes números e eu espero que compartilhem da minha sensação de urgência e tirem a mesma conclusão – a situação não poderia ser mais grave”, disse o presidente. Obama considerou ainda que a situação se está a agravar todos os dias e que é muito pior, do que inicialmente se pensava. Considerou ainda que as mudanças políticas são absolutamente necessárias, para inverter a situação de recessão.