Última hora
This content is not available in your region

Demissão do ministro da economia aceite

 Demissão do ministro da economia aceite
Tamanho do texto Aa Aa

A demissão do ministro alemão da economia foi finalmente aceite. Michael Glos tinha pedido a dispensa do cargo no sábado alegando razões pessoais. Mas o chefe do seu partido, a CSU, rejeitou-a. Recorde-se que a União Social Cristã é o partido gémeo da CDU, da chanceler Angela Mekel, na Baviera.

Só que a falta de vontade do ministro da economia em continuar, quando o país enfrenta a pior crise económica do pós-guerra e a sete meses e meio de eleições legislativas, obrigou as esferas dirigentes dos democratas-cristãos a recuarem. De acordo com a imprensa germânica, o ministro da economia não apreciou ter sido colocado de parte durante preparação do pacote de medidas de luta contra a crise.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.