A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Camionistas contra 86 horas de trabalho semanal

Camionistas contra 86 horas de trabalho semanal
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 400 camionistas desfilaram, esta segunda-feira, nas ruas de Bruxelas. Recusam que os motoristas por conta própria possam trabalhar até 86 horas por semana, como propõe Bruxelas.

A directiva sobre o tempo de trabalho dos camionistas entrou em vigor em 2005, mas deixa de fora os independentes. No momento em que a proposta de Bruxelas é discutida na comissão parlamentar do Emprego, os camionistas saem à rua. “A Comissão Europeia diz que não há limites para os independentes; que os limites são apenas para os assalariados. E isso não é bom para a Concorrência”, explica um manifestante. Os independentes não podem conduzir mais tempo do que o limite legal, mas as cargas e descargas podem fazer a diferença, para os patrões, como alerta este outro camionista: “Com a possibilidade os independentes poderem trabalhar mais, alguns empregadores podem cair na tentação de utilizar este sistema e isso é intolerável.” Uma semana de trabalho de 86 horas, significa, em média, mais de doze horas de trabalho por dia, durante os sete dias da semana. O Parlamento deverá votar o assunto, numa das próximas sessões plenárias.