A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Alemanha analisa motivos da tragédia

Alemanha analisa motivos da tragédia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um dia depois do massacre da escola de Winnenden, no Sudoeste da Alemanha, o país irrompeu num aceso debate para tentar perceber as causas de mais uma tragédia.

Por outro lado, a pouco e pouco vão sendo divulgados mais pormenores sobre a personalidade do jovem atirador. Tim Kretschmer, de 17 anos, era frequentador de fóruns de discussão na internet e jogador exímio de jogos de combate. Tinha recentemente recebido apoio psiquiátrico para tratar um depressão. O ministro do Interior do Estado de Baden-Wurttemberg leu à imprensa parte de uma mensagem que o assassino deixou na internet. “Estou farto desta vida estúpida. É sempre a mesma coisa, todos fazem pouco de mim. Ninguém reconhece o meu potencial. Estou a afalar a sério e tenho armas, amanhã de manhã vou à minha antiga escola e vou fazer “uma festa” como deve ser. talvez saia de lá vivo. Fiquem atentos a este espaço, apontem o nome do local- Winnenden”, citou. Tim Kretschmer matou 15 pessoas. A maior parte delas eram estudantes do seu antigo liceu. Na Alemanha há mais de três milhões de indivíduos com licença de porte de arma. A lei actual permite a qualquer atirador desportivo maior de 21 anos que detenha armas de grande calibre.