Última hora
This content is not available in your region

Katsav formalmente acusado de crimes sexuais

Katsav formalmente acusado de crimes sexuais
Tamanho do texto Aa Aa

O ex-presidente israelita Moshé Katsav foi formalmente acusado de violação, agressão sexual e acto indecente.

O ministério público imputou ao antigo chefe de Estado os crimes cometidos contra três subordinadas. No documento apresentado a um tribunal de Telavive é referido um caso de violação e acto indecente cometido contra uma funcionária quando era ministro do turismo. Os outros casos de agressão sexual, segundo o acto de acusação, foram realizados contra duas empregadas do gabinete da presidência da República quando exercia a chefia de Estado. O ministério público chamou a depor 56 testemunhas, incluindo as queixosas e titulares de cargos públicos. Katsav pode ser condenado até 16 anos de prisão. O ex-presidente garante estar inocente.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.