Última hora

Última hora

Agricultores argentinos convocam mais uma semana de greve

Agricultores argentinos convocam mais uma semana de greve
Tamanho do texto Aa Aa

Os agricultores argentinos iniciaram mais um greve de sete em dias para protestarem contra a recusa do governo de baixar os impostos sobre as exportações de soja.

Para além de terem bloqueado estradas como forma de protesto, os grevistas decidiram levar a cabo um boicote comercial, o que implica que vão deixar de vender cereais, produtos oleaginosos ou gado até ao dia 27 de Março. Enquanto bloqueava a passagem dos camiões numa estrada da província de Entre Rios, um líder sindical afirmava lamentar as consequências para os camionistas, mas justificava que “é a única maneira de sermos ouvidos. Já fomos ao Congresso, batemos à porta de vários políticos e governadores, falámos com deputados que fizeram promessas que acabaram por não cumprir.” Na quinta-feira, a presidente Cristina Kirchner recusou baixar os impostos relativos à exportação de soja e anunciou que 30% relativos ao montante total do imposto, ou seja 1,3 mil milhões de euros, vão ser repartidos pelas províncias e municípios, o que provocou ainda mais a ira dos agricultores. O anúncio da chefe de Estado seguiu-se à tentativa falhada da oposição fazer passar no parlamento um projecto de lei que contemplava uma redução dos impostos sobre a exportação de soja.