Última hora
This content is not available in your region

Bruxelas insiste na defesa dos dados pessoais dos cibernautas

Bruxelas insiste na defesa dos dados pessoais dos cibernautas
Tamanho do texto Aa Aa

A luta contra a utilização abusiva dos dados pessoais dos internautas é o novo cavalo de batalha da Comissão Europeia, que quer fazer do mundo online um lugar seguro para o consumo.

Tanto mais, que, segundo números de Bruxelas, 150 milhões de europeus – isto é, cerca de um terço da população – faz compras online. O comércio electrónico representou, em 2006, 106 mil milhões de euros e a tendência é para aumentar. Em Bruxelas, numa “Cimeira Europeia do Consumo”, a comissária Maglena Kuneva alerta, no entanto, para os perigos escondidos que é preciso enfrentar: “Temos de garantir que aspectos importantes da privacidade, como a recolha de dados ou a segmentação, não ponham em risco o espaço digital. Os consumidores não devem pagar preços diferentes pelo mesmo produto do mesmo vendedor sem que haja uma boa razão para tal. Defendo que o que é injusto no mundo offline deverá ser evitado no mundo online.” A comissária para a Defesa dos Consumidores referiu ainda os progressos alcançados em termos de transparência, de informação e de contratos mais justos para os consumidores offline. Agora, diz, é preciso debater a forma de aplicar estes princípios ao mundo comercial online.