Última hora
This content is not available in your region

Manifestantes provocam caos nas ruas de Londres

Manifestantes provocam caos nas ruas de Londres
Tamanho do texto Aa Aa

As primeiras manifestações em Londres, à margem da cimeira do G20, ficaram marcadas pela morte de um manifestante.

De acordo com a polícia, o homem foi encontrado sem vida numa das ruas do bairro financeiro de Londres, mas as causas da morte não foram ainda esclarecidas. A mesma fonte adianta que um problema de saúde pode estar na origem da morte, mas só a autópsia poderá confirmar ou não esta tese. Londres viveu um dia de quarta-feira de grande tensão, com diversas manifestações. A polícia deteve cerca de três dezenas de pessoas. Na City reuniram-se cerca de quatro mil manifestantes e o alvo principal dos protestos violentos foi o Royal Bank of Scotland, nacionalizado no final do ano passado, que se transformou num dos símbolos das falhas do sistema financeiro. A manifestação tinha começado de forma calma e ordeira, mas a tensão subiu rapidamente quando os manifestantes se viram cercados pela polícia. Frente à embaixada norte-americana também não faltaram protestos. Alguns milhares de pessoas escolheram o local como ponto de concentração e depois desfilaram pacificamente até Trafalgar Square. Mas a cimeira é apenas o pretexto para fazer ouvir as vozes descontentes de muitas causas: o aquecimento climático, os conflitos no Iraque e Afeganistão, a luta pela democracia ou simplesmente a caça à raposa foram temas em destaque.