A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Inconformismo 20 anos depois da tragédia de Hillsborough

Inconformismo 20 anos depois da tragédia de Hillsborough
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Vinte anos depois os noventa e seis mortos da tragédia de Hillsborough não foram esquecidos em Liverpool.

Diversos locais da cidade inglesa pararam por completo esta quarta-feira para serem cumpridos dois minutos de silêncio em memória dos adeptos esmagados quando assistiam a um desafio de futebol em 1989. No estádio Anfield Road, milhares de pessoas assistiram às cerimónias evocativas do 20 aniversário do drama ocorrido no jogo entre o Liverpool e o Nothingam Forest para uma meia-final da taça da liga. O ministro britânico da Cultura Andy Burnham proferiu algumas palavras mas foi interrompido.E após declarar “aqueles que morreram deixaram uma marca na cidade e no país”, a multidão entoou o cântico: “Justiça para os 96”; deixando o dirigente sem palavra. Os familiares das vítimas ainda reclamam justiça. No inquérito oficial não foram apurados responsáveis apesar de ter sido atribuído um mau desempenho à polícia. Vinte anos depois, no mesmo dia 15 de Abril, houve 2 minutos de silêncio, os sinos badalaram 96 vezes e o mesmo número de balões foi largado, um por cada vida perdida numa festa de futebol que se transformou numa das piores tragédias do mundo do desporto.