A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Zuma próximo presidente da África do Sul

Zuma próximo presidente da África do Sul
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

No poder desde 1994 na África do Sul, o Congresso Nacional Africano volta a cantar vitória.

Jacob Zuma de 67 anos tem assim garantida a presidência com maioria absoluta e deve exprimir-se ao início da noite diante dos seus apoiantes em Pretória. Milhares de partidários festejam nas ruas de Joanesburgo mesmo antes do anúncio oficial sobre o resultado eleitoral que deve ser feito nas próximas horas, mas com 99% dos votos apuradas. Nestas eleições legislativas e provinciais – as quartas na África do Sul desde o fim do apartheid – o ANC enfrentou um desafio reforçado por parte da oposição durante a campanha, apostada em impedir o partido de obter os dois terços do Parlamento e repetir o resultado de 70 por cento dos votos obtidos nas eleições de 2004. Uma maioria de dois terços no Parlamento sul-africano é necessária para se fazer alterações na Constituição. Segundo as autoridades eleitorais do país, o ANC obteve cerca de 66% dos votos, bem à frente da Aliança Democrática que conquistou cerca de 16%, e do Congresso do Povo, formado por dissidentes do ANC que ficou com 7%. A contagem aponta uma derrota do ANC na Província do Cabo Ocidental, mas tem garantidas outras oito províncias do país. A taxa de participação foi alto, chegando a 80% em algumas regiões.