Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Vantagem para o partido do governo indiano

Vantagem para o partido do governo indiano
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Chegou ao fim a maratona eleitoral indiana. A última das cinco fases das eleições da maior democracia do mundo decorreu à semelhança das anteriores – com alguns incidentes.

Neste derradeiro dia, foram a votos 100 milhões dos 714 milhões de eleitores em nove estados. A primeira sondagem à boca das urnas confirmou o favoritismo do Partido do Congresso do primeiro ministro Manmohan Singh. No entanto, dá apenas uma ligeira vantagem sobre os nacionalistas-hindus do Partido do Povo Indiano, liderado por Lal Krishna Advani, Antes do escrutínio estimava-se que nenhuma das duas formações iria alcançar maioria para formar governo sozinha. Prevê-se por isso que deste escrutínio saia um executivo pouco forte, baseado em cedências políticas, que deixam antever o adiamento de importantes reformas na 10a economia mundial que já dá sinais de abrandamento. As eleições tiveram a duração de um mês sobretudo devido às necessidades de logistica e segurança que um escrutinio à dimensão da Índia acarreta. Os resultados eleitorais serão publicados no sábado.