Última hora
This content is not available in your region

Escândalo das despesas abusivas favorece pequenos partidos

Escândalo das despesas abusivas favorece pequenos partidos
Tamanho do texto Aa Aa

No Reino Unido, o escândalo das despesas abusivas dos deputados joga a favor dos pequenos partidos. É nas urnas que a população pretende punir a extravagância e os abusos dos políticos numa altura em que o país atravessa a pior recessão da história recente. Uma sondagem do “Independent” mostra que dois em cada cinco eleitores vão abster-se ou apoiar um pequeno partido nas eleições locais e europeias de 4 de Junho.

Os Verdes e extrema-direita roubam votos aos partidos tradicionais. O euro-céptico Partido da Independência poderá arrecadar 17% dos votos.

“O partido trabalhista não estava na melhor posição, para começar. Gostaria de pensar que as pessoas vão adoptar uma abordagem moderada porque o problema afecta todos os partidos mas penso que a realidade das urnas vai ser muito diferente”, afirma uma eleitora. “Isto tem a ver com a confiança que depositamos nas pessoas que nos representam. Vai ser difícil para nós a nível local”, confessa uma cidadã britânica. Os trabalhistas são os mais penalizados. Ontem, pela segunda vez, a direcção do Labour suspendeu um deputado. David Chaytor reconheceu que pediu o reembolso de um empréstimo à habitação que já estava pago.