Última hora
This content is not available in your region

Norman Foster vence prémio das Artes das Astúrias

Norman Foster vence prémio das Artes das Astúrias
Tamanho do texto Aa Aa

Norman Foster é o grande vencedor do Prémio Príncipe das Astúrias das Artes dois mil e nove.

A paixão de Foster pela arquitectura foi demonstrada aos vinte e um anos, quando, apesar de não ter formação académica, decidiu abraçar esta profissão. Este galardão é mais um momento que consagra a carreira do arquitecto, um momento que decorreu, como é tradição, em Oviedo, a capital do principado das Astúrias. O anúncio foi feito pelo presidente do júri, e antigo Presidente do Premio Príncipe de Astúrias das Artes. Norman Foster nasceu em Manchester em mil novecentos e trinta e cinco. Em mil novecentos e sessenta e um terminou a licenciatura em arquitectura e é nesta altura que parte para os Estados Unidos, em Yale termina a sua formação académica. O edifício mais conhecido do arquitecto é o banco de Hong-Kong e Xangai. Outros dos projectos de relevo a que se dedicou foram a linha de metro de Bilbau, a torre Millennium, com noventa e dois andares, situada em Londres e a ponte de Millau, a mais alta do mundo, que faz a ligação entre Paris e a costa mediterrânica. O arquitecto foi também responsável pela restauração do Parlamento alemão. Actualmente Norman Foster dirige uma equipa de mil pessoas que trabalham em mais de vinte países.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.