Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Tribunal egípcio condena à morte assassino de uma cantora

Tribunal egípcio condena à morte assassino de uma cantora
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Pena máxima para o empresário egípcio que encomendou o assassinato da ex-namorada. A justiça egípcia emitiu a sentença de morte contra Hisham Talaat Mustafá empresário, e alto cargo do regime egípcio, acusado de instigar o assassínio da cantora libanesa Suzanne Tamim, degolada no Dubai, no dia 28 de Julho de 2008.

O mesmo destino sofreu um antigo oficial das forças de segurança egípcias, acusado de ser o autor material dos factos. Milhares de policias cercaram o tribunal onde se realizou o chamado julgamento do dinheiro e do poder. O processo despertou tanta expectativa no mundo inteiro árabe que inclusive, antes do início já se tinham escrito vários livros. O advogado de defesa divulgou no mesmo instante que vai recorrer da sentença … Talaat, endinheirado empresário de 49 anos, senador e membro dos principales órgãos do partido no governo, manteve uma relação sentimental com a cantora libanesa. Decidiu encarregar uma pessoa de matar depois de Suzanne Tamim o abandonar e partir para o Dubal, nos Emirados Árabes Unidos, onde fixou residência.