Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Mongólia escolhe presidente

Mongólia escolhe presidente
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Já encerraram as urnas na Mongólia para eleger o novo presidente.

Os temas económicos dominaram a campanha num país onde 1/3 dos cerca de 3 milhões de habitantes vive abaixo do limiar da pobreza. As sondagens davam um empate técnico aos dois candidatos em liça, com ligeira vantagem para o da oposição. Tsakhiagiin Elbegdorj, antigo líder dos Democratas promete a mudança e estabeleceu como prioridades a luta contra a corrupção e a pobreza. Já o presidente Nambaryn Enkhbayar, do Partido Popular Revolucionário fez campanha com a promessa de “unir os mongóis” neste antigo satélite soviético situado entre a Rússia e a China. País rico em minerais, a Mongólia sofre particularmente com a descida dos preços de matérias-primas como o cobre, a sua principal fonte de exportação. Após anos a crescer a uma média de 9%, a economia só deve avançar 2% este ano. Nas ruas, a primeira prioridade para a população é o combate contra a pobreza, algo que poderá favorecer o candidato da oposição. Este é o primeiro escrutínio desde as legislativas de 2008 que degeneraram em motins na sequência de acusações de fraude pela oposição e que se saldaram em cinco mortos. Desta vez o sufrágio decorreu com normalidade. Os primeiros resultados das presidenciais na Mongólia são esperados esta segunda-feira.