Última hora
This content is not available in your region

Dissidente chinês acusado de "subversão"

Dissidente chinês acusado de "subversão"
Tamanho do texto Aa Aa

Figura de proa do movimento democrático de Tiananmen em 1989 e detido há seis meses depois de ter assinado um apelo a reformas democráticas na China, o dissidente chinês Liu Xiaobo foi formalmente acusado de subversão.

Liu, 53 anos, um dos 300 signatários da Carta 2008, que apela a reformas democráticas, foi interpelado a 8 de Dezembro ao mesmo tempo que outros militantes, quando pretendiam celebrar o sexagésimo aniversário da declaração dos direitos do Homem. Escritor e professor universitário, Liu participou nos sangrentos protestos de Tianamen há vinte anos. Um comportamento que lhe valeu na altura mais de ano e meio de prisão sem ter sido condenado.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.