Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Jovens assassinados em Telavive foram a enterrar

Jovens assassinados em Telavive foram a enterrar
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Foram a enterrar os dois jovens assassinados em Telavive num bar de homossexuais.

Centenas de membros da comunidade gay juntou-se às famílias no último adeus aos dois israelitas que perderam a vida na noite de Sábado para Domingo. As vítimas estavam num café, que fica na cave da Associação de gays e lésbicas da capital israelita, quando, segundo as testemunhas, um homem, de cara tapada e vestido de negro, abriu fogo com armas automáticas sobre um grupo de jovens. A líder da oposição israelita, Tzipi Livni, expressou a sua solidariedade para com as famílias e condenou o ataque. Este Domingo, centenas de pessoas manifestaram-se no centro de Telavive. Mas as preocupações aumentam. Um dos participantes explica que o que o preocupa é saber se as autoridades vão fazer o suficiente para apanharem o culpado e protegerem os israelitas. Apesar da hostilidade de alguns círculos religiosos judaicos, em especial em relação ao sexo masculino, ser homossexual em Israel não é crime desde 1988 e há alguns direitos reconhecidos pelos tribunais a casais de homossexuais.