Última hora
This content is not available in your region

Informações sobre franceses com contas na Suíça será um bluff?

Informações sobre franceses com contas na Suíça será um bluff?
Tamanho do texto Aa Aa

A banca helvética tem dúvidas sobre a origem e autenticidade da lista de contribuintes franceses suspeitos de evasão fiscal.
 
O Governo gaulês garante ter recebido um documento com informações detalhadas sobre 3000 clientes com contas na Suíça.
 
Dados, que segundo o ministro do Orçamento terão sido transmitidos de forma espontânea por duas instituições bancárias e por fontes anónimas.
 
Argumentos que não convencem Didier Barsus,
advogado:
 
“É muito difícil dizer se estamos perante um bluff ou não. Tecnicamente o que posso dizer é que a administração francesa não pode obter de forma espontânea informações desta natureza já que actualmente, a legislação não o permite.”
 
Paris assinou recentemente um acordo com Genebra para reforçar a luta contra a evasão fiscal. Mas para entrar em vigor, o documento tem ainda de ser validado pelo Parlamento helvético.
 
A população critica a forma como o caso se tornou público:
 
Um homem classifica de “brutal” a forma como tudo aconteceu e considera que o país vai sofrer consequências porque, adianta, “o segredo bancário está nos nossos genes para o melhor e para o pior.”
 
Uma mulher refere, “tínhamos uma reputação que o dinheiro estava seguro, que o segredo era mantido. Agora verificamos que afinal isso não é verdade”
 
Recorde-se que a Suíça decidiu flexibilizar a legislação para não constar na lista negra de paraísos fiscais.
 
A França ameaça, entretanto, levar à justiça os clientes que não regularizem a situação até ao final do ano.