Última hora

Última hora

Editor de política do Irish Times acredita na vitória do "Sim"

Editor de política do Irish Times acredita na vitória do "Sim"
Tamanho do texto Aa Aa

O referendo ao Tratado de Lisboa ocorre 15 meses, depois de cerca de 53% dos irlandeses terem chumbado a primeira consulta popular.

Em Dublim está o correspondente da Euronews, Seamus Kearney, com ele o editor de político do Irish Times, Stephen Collins, para nos ajudar a compreender o que está em jogo nesta segunda votação. As últimas sondagens dão uma vitória ao sim, mas nada está garantido. Podem os irlandeses voltar a chumbar o Tratado de Lisboa? Há a ideia que o “Não” tem vindo a ganhar terreno na recta final da campanha eleitoral e há concerteza um enorme nervosimo por parte do executivo e dos principais partidos da oposição que tem vindo a apoiar o “Sim”. Eu acredito que o “Sim” vai ganhar, mas não ficaria chocado caso o “Não” acabasse por vencer. É possível, que aconteça. Afinal de contas, dissemos “Não” ao primeiro Tratado de Lisboa e ao de Nice. Muito se tem falado sobre a possibilidade deste referendo servir para castigar o actual governo. É esta uma ameaça real? “Muitas pessoas estão revoltadas com o que aconteceu ao longo do último ano, a forma como a economia perdeu terreno, a especulação no mercado imobiliário e o governo foi responsabilizado por ter deixado a situação chegar tão longe. E muitos querem vingar-se. Mas os únicos partidos capazes de formar um governo alternativo estão em campanha pelo “Sim” e estão a dizer às pessoas: não se vinguem do governo agora, esperam pelas próximas eleições e vão ter a oportunidade para se verem livres deste executivo”. As urnas de voto abriram às 07:00h e fecham às 22:00h. Os resultados são conhecidos amanhã.