A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Greve dos funcionários públicos romenos fragiliza ainda mais governo minoritário

Greve dos funcionários públicos romenos fragiliza ainda mais governo minoritário
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a pressão sobre o governo minoritário da Roménia. 800 000 funcionários públicos saíram às ruas das principais cidades romenas para protestar contra as medidas de contenção exigidas pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) para ajudar o país a sair da crise.

Nos hospitais apenas os serviços de urgência foram assegurados. As escolas não abriram as portas. Os transportes públicos não foram afectados pela greve. A manifestação acontece quatro dias depois da demissão em bloco dos ministros do Partido Social-Democrata da coligação governamental. A Roménia enfrenta uma grave recessão, com uma previsão de descida de 8,5 por cento do PIB para 2009. O primeiro-ministro Emil Boc pediu na semana passada uma moratória de alguns meses em relação aos movimentos de protesto para poder chegar a um compromisso sobre as principais reivindicações, entre as quais um aumento do salário mínimo.