A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Tsvangirai interrompe colaboração com campo de Mugabe

Tsvangirai interrompe colaboração com campo de Mugabe
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A decisão de julgar Roy Bennett, aliado do primeiro-ministro do Zimbabué, foi a gota de água que lançou o país numa nova crise política.

O chefe do executivo, Morgan Tsvangirai, anunciou a suspensão de todos os contactos com o campo do presidente Robert Mugabe, embora se mantenha no governo de união nacional. Tsvangirai explicou que o seu partido, o Movimento para a Mudança Democrática, tem o “direito de se separar de um parceiro desonesto e indigno de confiança. Por essa razão, apesar de permanecer no governo”, vai “cessar a colaboração com o ZANU-PF [de Mugabe], em particular nas reuniões e conselhos de ministros, até que a confiança e respeito sejam restaurados”. Tsvangirai partilha o poder desde Fevereiro com o antigo rival, após um difícil acordo com Mugabe para tentar sair da profunda crise gerada pela derrota do campo presidencial nas legislativas de Março de 2008. O executivo foi várias vezes posto à prova, devido a perseguições contra partidários do primeiro-ministro e nomeações sem consulta de altos responsáveis favoráveis a Mugabe. Adversário histórico do presidente, Bennett é acusado de “terrorismo e sabotagem” e será julgado a partir de segunda-feira.