Última hora
This content is not available in your region

Reabertura da Universidade de Islamabad seis dias após atentado

Reabertura da Universidade de Islamabad seis dias após atentado
Tamanho do texto Aa Aa

A Universidade islâmica de Islamabad reabriu hoje as portas, seis dias depois de ter sido palco de dois atentados suicidas que provocaram a morte de seis estudantes.

Uma acção atribuída aos talibã paquistaneses, que tinha levado as autoridades a encerrar todos os estabelecimentos de ensino no país. A reabertura da Universidade, que defende um islão moderado, é vista pela direcção como um acto de resistência à vaga de terror que abala o país há várias semanas. No entanto, várias centenas de estudantes optaram por ficar em casa temendo novas acções de represálias, num momento em que o exercito paquistanês prossegue a ofensiva na região tribal do Waziristão do Sul. Os últimos combates provocaram a morte de pelo menos 19 guerrilheiros. Os talibã terão aberto outra frente de batalha no Noroeste do país. Entretanto, no sul na província do Baluchistão o exército afirma ter detido pelo menos 8 soldados de elite iranianos em território paquistanês. Segundo Teerão os militares estariam a combater o contrabando de combustíveis na região. Algumas fontes falam de uma operação contra o grupo armado “soldados de Deus”, que há 8 dias reivindicou um atentado contra um quartel do exército iraniano.