Última hora
This content is not available in your region

Supremo checo adia decisão sobre Tratado de Lisboa

Supremo checo adia decisão sobre Tratado de Lisboa
Tamanho do texto Aa Aa

Praga volta a adiar a decisão final sobre a constitucionalidade do Tratado de Lisboa.

Após a audiência desta manhã o supremo tribunal decidiu pronunciar-se sobre o tema só no próximo dia 3 de Novembro. Uma decisão que prolonga o suspense sobre a posição da república checa, o único país dos 27 que ainda não ratificou o Tratado. O ministro dos negócios estrangeiros checo desdramatizava hoje a situação: “Não é a primeira situação crítica na história da integração da União Europeia e decerto não será o último”. Um grupo de senadores próximos do presidente Vaclav Klaus tinha apresentado uma queixa ao supremo, considerando que o tratado infringia a soberania nacional. Apesar da pressão de Bruxelas, a renitência de Praga arrisca-se a atrasar a entrada em vigor do Tratado prevista para o final do ano. O documento compreende uma série de reformas institucionais, como a criação do cargo de presidente da União.
A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.