Última hora

Última hora

Polícia afegão na origem de ataque contra soldados britânicos

Em leitura:

Polícia afegão na origem de ataque contra soldados britânicos

Polícia afegão na origem de ataque contra soldados britânicos
Tamanho do texto Aa Aa

Dois dias depois da reeleição de Hamid Karzai, a violência continua a fazer parte do dia-a-dia das tropas estrangeiras no Afeganistão.

Um agente da polícia afegã abriu ontem fogo sobre cinco militares britânicos, à passagem de um posto de controlo na província de Helmand. O acto, aparentemente deliberado, provocou a morte dos três soldados e dois polícias britânicos. O responsável do contingente britânico afirma que, “as informações que tivemos sobre o que se passou ontem apontam para um ataque deliberado. Estamos a recorrer a todos os meios para encontrar este indíviduo assim como os seus cúmplices”. O governo afegão e as forças da NATO abriram uma investigação ao incidente em Helmand, uma das zonas mais perigosas do Afeganistão e base das tropas britânicas. O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, lamentou hoje no Parlamento a morte dos 5 soldados, “é uma perda trágica e quero homenageá-los, em nome do Parlamento, pelo seu profissionalismo e coragem”. O ataque ocorre dois dias depois da reeleição do presidente Hamid Karzai, após a anulação da segunda volta das presidenciais afegãs. O seu principal opositor, Abdullah Abdullah voltou hoje a contestar a legitimidade do presidente e a legalidade do sufrágio. O ex-candidato rejeitou os apelos da comunidade internacional e da ONU para que fosse formado um Governo de Unidade Nacional.