Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Julgamento de "Duch" entra na recta final

Julgamento de "Duch" entra na recta final
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O julgamento do antigo director do centro de tortura S-21 dos Khmers Vermelhos entra, esta semana, na recta final. Acusado de crimes de guerra e crimes contra a humanidade na década de 70, Kaing Guek Eav, mais conhecido por Duch, incorre numa pena de prisão perpétua.

A defesa alega que o antigo professor de matemática se limitou a cumprir ordens. A acusação refere que o arguido tentou minimizar o seu papel nas atrocidades cometidas, mas a realidade, adianta, é que ele dirigia o centro de tortura S-21. O arguido já admitiu a culpa e pediu perdão às famílias das vítimas perante o Tribunal criado pelo governo do Cambodja com a ajuda das Nações Unidas. O antigo professor de matemática dirigiu o centro na capital do país onde foram torturadas cerca de 16 mil pessoas antes de serem executadas. O regime de terror conduzido pelos Khmers Vermelhos resultou na morte de cerca de dois milhões de pessoas, quase um quarto da população do Cambodja.