Última hora
This content is not available in your region

Bombardeamento no Afeganistão provoca demissões na Alemanha

Bombardeamento no Afeganistão provoca demissões na Alemanha
Tamanho do texto Aa Aa

Meses depois do bombardeamento da força internacional da NATO que causou a morte de dezenas de civis afegãos, o chefe do Estado-maior das Forças Armadas alemãs, Wolfgang Schneiderhan, e o secretário de Estado da Defesa, Peter Wichert, resignaram.

“Nós vamos, evidentemente, explorar os relatórios do inquéritos e comunicá-los aos partidos políticos do Bundestag. É deste modo que se devem tratar estes assuntos. Deve haver transparência. E claro que este dossiê está a ser acompanhado pelo Porcurador-Geral”, explicou o ministro da Defesa Karl-Theodor zu Guttenberg, que já aceitou as demissões. Wichert e Schneiderhan resignaram depois de o jornal alemão Bild ter revelado, quinta-feira, que já havia provas da morte de civis, numa altura em que Governo e militares alemães falavam apenas em vítimas talibãs.