Última hora

Última hora

Barack Obama perto do anúncio oficial do aumento do contigente militar no Afeganistão

Em leitura:

Barack Obama perto do anúncio oficial do aumento do contigente militar no Afeganistão

Barack Obama perto do anúncio oficial do aumento do contigente militar no Afeganistão
Tamanho do texto Aa Aa

Está por horas, o anúncio oficial do envio de mais militares norte-americanos para o Afeganistão.

Depois de reunir o consenso dos diplomatas e do chefe de Estado Maior, Barack Obama elaborou a nova estratégia que passa por enviar 30 mil novos soldados, de forma faseada. O porta voz da Casa Branca explica os contornos desta operação. “Eu penso que o que tem sido feito neste assunto do Afeganistão, tem tido precedentes. Penso que todos os envolvidos tornam esta política mais forte, e os americanos podem orgulhar-se da acção e da decisão que o Presidente vai anuciar esta noite. Bom, isto é um esforço internacional, não é apenas um problema de um país ou de uma região do mundo”. Washington pretende retirar o exercito do Afeganistão a partir de 2017, assim que estiveram reunidas as condições de segurança e governação. O aumento do contingente levanta dúvidas, como as que coloca este professor da Universidade de Boston. “A questão é: qual é a meta? Como vão acabar esta guerra? Quando podem anunciar que a missão está cumprida, esta é a grande questão. Espero que ele saiba responder.” Na concentração de esforços para acabar com a guerra contra os talibã, é esperado o envio de 5 mil homens pelos restantes paises que integram a missão da NATO. O Reino Unido foi o primeiro membro a seguir o exemplo americano e na segunda-feira anunciou o envio de mais 500 soldados, no início deste mês de Dezembro.