Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Aliados vão enviar mais 7000 soldados para Afeganistão

Aliados vão enviar mais 7000 soldados para Afeganistão
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Os países aliados carimbaram o pedido de Washington e vão reforçar a presença no Afeganistão.

Cerca de 7.000 homens suplementares vão juntar-se aos 30.000 soldados norte-americanos na luta contra os talibã. A confirmação chegou no segundo dia da reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da NATO, em Bruxelas. A Casa Branca já se congratulou com a decisão. O secretário-geral da Nato acredita no êxito da missão, mas pede tempo, adiantando, que para vencer são necessários recursos e uma estratégia, e que neste caso, estão reunidos os dois ingredientes. Em 2010 a ISAF no Afeganistão, comandada pela NATO vai passar a contar com pelo menos mais 37 000 soldados. No total, 140.000 homens vão estar no terreno. Para o ministro dos Negócios Estrangeiros afegão, o reforço da presença militar é crucial para vencer o terrorismo, para isso, acrescenta, é necessária maior protecção. O consenso alcançado em Bruxelas coincide com uma nova ofensiva lançada esta sexta-feira contra os insurgentes em Helmand, no sul do país. A operação envolve norte-americanos, britânicos e polícias afegãos.