Última hora
This content is not available in your region

Onda de frio mata 79 pessoas na Polónia

Onda de frio mata 79 pessoas na Polónia
Tamanho do texto Aa Aa

O frio já matou 79 pessoas na Polónia desde o início do mês. As temperaturas chegaram aos 20 graus negativos no fim-de-semana, matando 52 pessoas desde sexta-feira.

As vítimas são pessoas sem-abrigo e a polícia tenta incitá-las a irem para os centros de acolhimento. Muitas recusam.

No Reino Unido, a intensa queda de neve obrigou muitas pessoas a passar a noite num supermercado. O manto branco cobriu as estradas e provocou o caos rodoviário. Os aeroportos do sul de Inglaterra foram os mais afectados.

Um passageiro, vindo dos Estados Unidos, critica:

“Em Boston, há imensa neve e lidamos bem com isso. Os britânicos têm uns centímetros e ficam em pânico!”

Na Alemanha, a imagem é semelhante. No aeroporto de Frankfurt – o terceiro maior da Europa – o tráfego foi retomado na terça-feira de manhã, depois de oito mil passageiros terem ficado em terra durante a noite.

Uma passageira conta, indignada: “Já estávamos no avião, quando nos disseram para sair e nos sugeriram que ficássemos a dormir nas camas colocadas no terminal. Mas só havia trinta para três mil pessoas. Ninguém tomou conta das grávidas, dos idosos e das mulheres com filhos.”

Também em Itália, o tráfego aéreo, ferroviário e rodoviário continuou perturbado, esta terça-feira, sobretudo no norte. Centenas de militares foram mobilizados para desimpedir as estradas, em Milão, onde as escolas estiveram fechadas.

De acordo com a Confederação Italiana de Agricultores, a vaga de frio já provocou “dezenas de milhões de euros” de estragos.