Última hora

Uribe pede apoio contra o terrorismo das FARC

Uribe pede apoio contra o terrorismo das FARC
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Bogotá acusa a guerrilha do assassinato do governador da província de Caquetá, Luis Francisco Cuéllar, sequestrado na segunda-feira e degolado.

As FARC mantém 24 militares e policiais reféns, alguns com mais de 10 anos de cativeiro com o objectivo de os trocar por 500 rebeldes detidos.

O presidente Alvaro Uribe pede a sensibilidade da comunidade internacional para resolver este probela de “terrorismo que dura há 50 anos.”

Este foi o primeiro sequestro de um alto funcionário na Colômbia desde a posse de Uribe, em agosto de 2002, quando teve início a política de “segurança democrática”, que privilegia a estratégia militar para combater a guerrilha.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.