A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Faixa de Gaza recorda ofensiva israelita

Faixa de Gaza recorda ofensiva israelita
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um ano depois da ofensiva israelita na Faixa de Gaza, os residentes saíram à rua para homenagear as vítimas, com um minuto de silêncio.

A operação “Chumbo Endurecido” durou 22 dias e provocou a morte a 1400 palestinianos. O ataque israelita visava pôr termo aos roquetes disparados pelo Hamas contra Israel.

As sirenes que soaram por toda a cidade, este domingo, recordaram os primeiros bombardeamentos.

A par desta iniciativa tiveram lugar encontros, discursos e manifestações, com especial destaque para um protesto com crianças.

“Viemos para a rua, hoje, por causa da guerra e do cerco a Gaza. Continuamos a resistir ao cerco e todos os dias há feridos, mortos e mártires mas nós estamos a resistir e assim continuaremos”, disse um menino.

A breve mas sangrenta guerra entre Israel e o movimento islamita do Hamas, instalado na Faixa de Gaza durou 22 dias. O conflito terminou com o cessar-fogo dos dois envolvidos.

Os israelitas são acusados de ter provocado uma crise humanitária no território e de impedirem a reconstrução de escolas, casas e infra-estrutura destruídas durante o conflito.