Última hora
This content is not available in your region

Participação do Togo na CAN continua em dúvida

Participação do Togo na CAN continua em dúvida
Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que arranca a Taça das Nações Africanas em Angola, continua por decidir a participação da selecção do Togo na prova.

Os jogadores anunciaram a intenção de jogar mas o Governo togolês diz que a equipa vai regressar ao país.

O autocarro que transportava a comitiva togolesa foi atacado à entrada de território angolano no enclave de Cabinda.

Para além das vítimas mortais o tiroteio provocou vários feridos, Entre os quais se encontra Kodjovi Obilale.

O segundo guarda-redes da equipa ficou em estado grave e foi transferido para um hospital de Joanesburgo, na África do Sul.

“Ele sofreu duas feridas de tiros na parte inferior nas costas, está consciente e em condição estável. Tem sido bem assistido e tratado pelos nossos colegas angolanos e está agora com uma equipa de traumatismos”, declarou um responsável médico sul-africano.

Menos sorte tiveram o assessor de imprensa do grupo Stanislas Ocloo e o treinador adjunto Abalo Amelete, que não resistiram aos ferimentos provocados pelas balas.

Apesar dos graves incidentes a FIFA decidiu que a prova angolana deve realizar-se, como avançou o presidente da federação internacional de futebol.

“Não se esqueçam que o ano passado organizámos três competições em África sem incidentes. Estivemos no Egipto, estivemos na Nigéria, estivemos na África do Sul, por isso também há a esperança de que o futebol seja mais forte do que qualquer ataque e por isso é que a CAN, a Taça das Nações Africanas, tem que continuar”, disse Sepp Blatter

Permanece a dúvida se os jogadores togoleses subirão ao relvado esta segunda-feira para defrontar o Gana em jogo do grupo B em Cabinda.

Ao mesmo tempo começam a levantar-se questões sobre as condições de segurança do campeonato do mundo que terá lugar na África do sul em Junho.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.