Última hora
This content is not available in your region

Segunda volta das presidenciais na Croácia

Segunda volta das presidenciais na Croácia
Tamanho do texto Aa Aa

Os croatas regressaram esta manhã às urnas para eleger o presidente que vai liderar as discussôes para a adesão do país à União Europeia.

A segunda volta do sufrágio vai determinar quem será o sucessor de Stipe Mesic, impedido pela Constituição de se apresentar a um terceiro mandato.

A luta contra a crise económica e o combate à corrupção dominaram o debate de campanha entre os dois candidatos, ambos sociais-democratas.

A liderar as sondagens encontra-se Ivo Josipovic, o candidato oficial do partido social-democrata. O professor de Direito e compositor fez da luta contra a corrupção o seu principal cavalo de batalha. Uma das principais exigências de Bruxelas para que o país adira à União, o mais tardar em 2012.

O rival de Josipovic é um dissidente social-democrata, expulso do partido depois de ter recusado retirar a candidatura. Presidente da Câmara de Zagreb, Milan Bandic, não hesitou em apelar ao voto dos católicos e da população mais idosa acusando o adversário de ser “um comunista”.

O sufrágio é o terceiro na Croácia desde a independência e ocorre num momento em que a recessão ameaça as reformas económicas do governo.

Apesar dos ataques mútuos, os dois candidatos apoiam a adesão à União Europeia, depois do país ter aderido à NATO no ano passado.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.