A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Explosão acidental mata militante do Hamas no norte da Faixa de Gaza

Explosão acidental mata militante do Hamas no norte da Faixa de Gaza
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A explosão acidental de uma bomba no norte da Faixa de Gaza matou um membro do braço armado do Hamas.

Outros três militantes ficaram feridos no incidente, que o movimento palestiniano atribuiu inicialmente a um disparo da artilharia israelita.

Um porta-voz do exército hebraico negou qualquer envolvimento na explosão.

A tensão na fronteira com a Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas, elevou-se nos últimos dias, com novos disparos de “rockets” palestinianos e raides aéreos israelitas.

Esta segunda-feira, Telavive divulgou vídeos que supostamente mostram os últimos testes de um sistema de intercepção de projécteis de curto alcance usados por militantes palestinianos.

No entanto, o elevado custo do sistema – denominado “Cúpula de Ferro” – é criticado por vários especialistas.

Um analista explica que “um míssil da Cúpula de Ferro vai custar 100 mil dólares, enquanto um rocket Qassam custa entre 5 e 10 dólares. Por isso, os palestinianos só têm de acumular cada ver mais Qassams para conseguirem derrotar o sistema de defesa, já que existe um limite para o número de mísseis que Israel pode comprar”.

Israel pretende dispor o novo sistema junto à fronteira com a Faixa de Gaza. A “Cúpula de Ferro” deverá estar operacional em Junho.