Última hora
This content is not available in your region

Vítimas mortais no Haiti podem ultrapassar as 100.000

Vítimas mortais no Haiti podem ultrapassar as 100.000
Tamanho do texto Aa Aa

As ruas de Porto Príncipe, são hoje, um cemitério a céu aberto.

O número de mortos ainda, não é claro, mas o primeiro-ministro do Haiti acredita que mais 100.000 pessoas tenham perdido a vida na sequência do abalo desta terça-feira.

O sismo de magnitude 7.0 na escala de Richter afectou um terço da população haitiana.

A situação é, sobretudo, alarmante na capital. Muitos sobreviveram ao abalo, mas continuam encurralados entre os escombros.

O epicentro do sismo ocorreu a 15 quilómetros de Porto Príncipe. O abalo foi sentido na República Dominicana, Cuba, Jamaica e Bahamas.

O receio de novas réplicas levou a muitos haitianos dormissem ao relento na última noite.

A ajuda internacional chega a conta gostas e a assistência aos feridos não está a ser fácil.
Faltam de infra-estruturas e profissionais de saúde, numa altura em que as epidemias são uma ameaça cada vez maior.

Em marcha está já uma mega operação de emergência com recursos a chegarem dos quatro cantos do mundo.