A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Dez mil pessoas pedem demissão de Putin

Dez mil pessoas pedem demissão de Putin
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Dez mil pessoas gritaram pela demissão do primeiro-ministro russo Vladimir Putin. A manifestação aconteceu este sábado, no enclave russo de Kalininegrado.

A multidão protestou contra a subida do desemprego e o aumento do preço dos serviços de água, luz, aquecimento e transportes.

Apesar da não haver imagens oficiais, o protesto chegou à internet para mostrar as vozes da oposição na Rússia.

O ex-vice-primeiro-ministro e líder do movimento Solidariedade, que organizou o protesto, dirigiu-se à multidão e sublinhou que a força do descontentamento conseguiu unir bandeiras de diferentes partidos e movimentos da oposição.

Os manifestantes queixaram-se de uma subida de 25 a 30% do custo de vida. A taxa de desemprego na Rússia foi de 8.2% em Dezembro. Em Janeiro, a inflação foi de 1.7%.

Para hoje, foi convocada uma manifestação no centro de Moscovo, para exigir o respeito pela liberdade de expressão. A polícia já fez saber que vai impedir a realização do protesto.