A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Polinésia francesa fustigada por ciclone Oli

Polinésia francesa fustigada por ciclone Oli
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O ciclone Oli abateu-se sobre a polinésia francesa e provocou pelo menos um morto, vários feridos e inúmeros danos materiais.
 
A vítima mortal, um homem, foi arrastada pela força do mar, agitado por ondas gigantes de oito metros de altura e ventos até os 260 quilómetros por hora.
 
Muitos desalojados refugiaram-se em escolas e Igrejas até que o perigo passe. Na ilha do Tahiti e de Moorea, plo menos 3400 pessoas foram retiradas das suas casas, a maioria no litoral.
 
O tráfico rodoviário está interdito e os aeroportos encerrados.
 
O ministro francês do ultramar declarou que todos os meios militares disponíveis estão mobilizados e que vão ser requisitados meios civis para a assistência após a passagem do ciclone.