Última hora

Última hora

Os acidentes ferroviários mais mortíferos da Europa

Em leitura:

Os acidentes ferroviários mais mortíferos da Europa

Os acidentes ferroviários mais mortíferos da Europa
Tamanho do texto Aa Aa

Acidentes ferroviários com um elevado número de mortos são pouco comuns na Europa.

Em 1998, o InterCity Express um dos mais rápidos e luxuosos comboios da Alemanha descarrilou, no norte do país, provocando a morte a 101 passageiros. 88 pessoas ficaram gravemente feridas.

A composição embateu contra uma ponte. Na origem do acidente – o maior na Alemanha desde a II Guerra Mundial – esteve um defeito numa roda.

16 meses mais tarde, 31 pessoas morreram num acidente em Ladbroke Grove, em Londres.

Dois comboios colidiram a uma velocidade de 210 quilómetros por hora depois de um dos condutores não ter respeitado o sinal vermelho na estação

227 passageiros foram transportados para o hospital. 296 foram assistidos no local do acidente.

Em 2006, na Alemanha, um comboio magnético de alta velocidade chocou contra um veículo de manutenção

O Transrapid seguia a uma velocidade de 220 quilómetros por hora. 23 pessoas morreram, 10 ficaram feridas.

O comboio não descarrilou devido ao equipamento de levitação.