Última hora
This content is not available in your region

Nato avança no sul do Afeganistão

Nato avança no sul do Afeganistão
Tamanho do texto Aa Aa

Forças da Nato controlam a região de Marjah, no sul do Afeganistão, depois de três dias de combates.

As agências internacionais dizem que esta segunda-feira, ainda houve combates esporádicos, mas são cada vez menos visíveis os sinais da guerrilha talibã.

Foi a maior ofensiva das forças da Nato, na região, desde 2001.

O sul do Afeganistão, nos primeiros anos desta guerra, foi uma região de predominância talibã, onde a Nato sentia dificuldades de progressão.

Esta segunda-feira, soube-se também que as forças internacionais mataram, por engano, cinco civis e feriram mais dois.

Isto já levou uma Associação de Defesa dos Direitos Humanos, sediada em Cabul, a pedir aos dois lados do conflito que protejam as populações, como diz o seu presidente:

“Nós pedimos às duas partes do conflito, aos talibã, por um lado, e às forças internacionais e ao exército nacional afegão por outro, que protejam as populações civis, essa deve ser a sua primeira preocupação, o primeiro objectivo”.

O governo britânico, entretanto, confirmou a morte de dois soldados ingleses.

Esta segunda-feira, partiu para o Afeganistão um efectivo de 40 militares portugueses que ali vai preparar a chegada de um contingente de 120 homens.

Este contingente é esperado em Cabul, em princípios de Março. Será depois colocado no sul do pais.