Última hora
This content is not available in your region

Ofensiva Mushtarak progride lentamente

Ofensiva Mushtarak progride lentamente
Tamanho do texto Aa Aa

No quarto dia da investida das forças internacionais e afegãs, sobre Marjah, no Afeganistão, os soldados encontram mais obstáculos.

O Chefe do Estado-maior afegão afirma que já foram encontradas centenas de minas na região. Local importante para os talibãs, por se situarem aqui plantações de ópio e heroína, fonte privilegiada de receitas.

As forças internacionais garantem que dominam a maior parte do território de Marjah.

A Nato já admitiu a morte de 12 civis, atingidos por roquetes nos arredores desta localidade.

Mas o Ministro do Interior afegão fala apenas de nove e explica que foi uma fatalidade já que desconheciam que aquele lugar era ocupado por civis.

Segundo as agências de notícias, para além destas 12 baixas civis há a registar mais três, elevando assim para 15 o número de mortos.

A maior ofensiva desde 2001, que arrancou no passado sábado, está também a ser retardada por atiradores furtivos talibãs.

No Afeganistão já morreram mais de 70 militares estrangeiros desde o início de 2010.